História de Novo Gama

Autor Roberto Amaro Lucena.

Na década de 70, o Governo Federal autorizou a criação do Banco Nacional da Habitação, que teve como finalidade construir casas populares para os trabalhadores, utilizando-se dos recursos do FGTS. Conforme consta na publicação do Jornal Meta de outubro/77 a empresa INCA S/A Crédito Imobiliário foi a responsável pela obtenção de recursos de sua caderneta de Poupança e a sua condição de Agente Financeiro junto ao BNH facilitaram o início da obra. Posteriormente foram transferidos para a ECONOMIZA a responsabilidade de continuar fazendo os contatos com os órgãos federais, para a construção de casas para os trabalhadores na região do Entorno do Distrito Federal, chamou-se esta localidade de Novo Gama, pelas proximidades com a cidade satélite do Gama, Distrito Federal. Construídas as residências foi então dada como fundado o Núcleo Residencial de Novo Gama, aos 08 de dezembro de 1978, dia da inauguração oficial desta cidade. Uma festa até então nunca vista no entorno, contou com a ilustre presença de Luiz Gonzaga o Rei do Baião e do então Ministro do Interior Rangel Reis. Por iniciativa do Prefeito Walter José Rodrigues a cidade foi transformada a categoria de Distrito de Luziânia, em 12 de dezembro de 1980, nomeado o primeiro administrador Dr. Ronaldo Isoni, durante o período de 1980 até 1996, enquanto aguardava a posse do seu primeiro Prefeito, passaram pela administração os Senhores: José Ramalho; Renato Arantes do Nascimento; Salvador Bispo de Oliveira e sua esposa Neusa; Oscar Brás de Queiroz; Pr. Jacinto da Silva; José Carlos Prata; Francelino Dias de Morais; Benedito Lopes de Morais; Eltenor de Souza e José Ferreira de Oliveira Ponte. Segundo depoimentos de moradores antigos, os trabalhadores que para aqui vieram, como serventes, pedreiros, bombeiros, eletricistas, engenheiros resolveram se instalar nas proximidades, foi então que surgiram os loteamentos de Pedregal, Lago Azul, Céu Azul; pois o ritmo das obras da nova cidade exigia-lhes uma presença maciça. O primeiro morador Sr. José Nunes da Silva, conhecido como Nunes relata que foi um dos organizadores da festa de inauguração, várias pessoas das localidades do DF., como Asa Norte, e outras satélites aqui estiveram para abrilhantar o evento, uma vez que os que aqui residiam eram poucos, e não conheciam o entorno. Esta cidade viveu longos anos abandonada, como um filho sem pai e sem mãe, lutou por três vezes para se emancipar de Luziânia, até que em 1995, no dia 15 de junho, ela foi às urnas eletrônicas, aqui utilizadas pela primeira vez em todo o país, e conseguiu emancipar-se. Sua Lei de Criação recebeu o número 12.680 de 19/07/1995. Eleito o primeiro Prefeito, em outubro de 1996 com uma câmara com 09 (nove) vereadores, foi constituído o novo Município, com 04 (quatro) secretarias, sendo: Saúde Ação Social e Trabalho; Finanças e Administração; Viação e Obras e Educação Esportes Lazer e Turismo. O Novo Gama teve a felicidade de contar na sua primeira gestão com o Secretário de Finanças Dr. Eles Nogueira, que estabeleceu os seguintes parâmetros filosóficos: equilíbrio fiscal, seriedade com a cousa pública, pagamento dos servidores em dias e no mês trabalhado; pagamento do 13º no mês do aniversário do servidor, contenção de despesas e enxugamento da máquina administrativa. Estes parâmetros hoje são utilizados pelo Governo do Estado de Goiás. Mesmo depois de emancipado, passou por momento difícil, pois por pertencer ao entorno o Distrito Federal não podia lhe ajudar e os políticos da geração passada, não o reconheciam como cidade. Foi a partir da eleição do Governador Marconi Perillo, que esta região ganhou notoriedade, foi adotada como filho legítimo do Estado de Goiás. Hoje, o Novo Gama conta com uma estrutura de Governo enxuta, com 05 (cinco) secretarias, ( Saúde; Ação Social Trabalho e Turismo; Viação Obras e Agricultura; Educação Desportos e Lazer; Administração e Finanças); possui uma estrutura própria na área de segurança, com um Batalhão de Polícia Militar, uma Delegacia de Polícia Civil, um CIOPs local de funcionamento integrado das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, 01 (uma) Comarca, com 03 (três) juízas; 01 (um) Cartório Eleitoral denominado 4ª zona eleitoral; 01 (um) Posto de emissão de Carteira de Trabalho; 01 (um) CIRETRAN informatizado; uma rede educacional estadual que está em vias de ampliação com a construção 03 (três) escolas. Uma biblioteca Pública denominada Castro Alves, em local de fácil acesso, um ginásio coberto para prática de esportes. A rede municipal de saúde conta com 14 (quatorze) equipes do PSF e 48 (quarenta e oito) Agentes Comunitários de Saúde para COMBATE A DENGUE, e postos de saúde nas área distantes do centro administrativo. Embora seja uma cidade nova, considerando-se sua emancipação, ela já elegeu 02 (dois) prefeitos, sendo que a atual Professora Sônia Chaves, tem procurado imprimir um ritmo progressista em sua administração; convidou o Sr. Edgar Gomes, para Secretário de Finanças, que segue a mesma linha de pensamento do anterior. Ela está asfaltando as quadras residenciais no Pedregal, implantando redes de águas potáveis e pluviais onde não existiam, reformando e construindo novas escolas municipais, construindo pontes, quadras esportivas, praças públicas; postos de saúde. Procurando em pouco tempo recuperar o tempo perdido pelo abandono que sofreu esta cidade. As informações acima foram retificadas através do Histórico do Novo Gama anos 1977 à 1999 de autoria do Sr. Roberto Amaro Lucena.